24 de outubro de 2015

Batata coringa


Meu marido vive dizendo que vai me dar uma passagem de ida para o Peru, pois lá se cultiva cem ou duzentos tipos diferentes de batata. Hoje, na hora do almoço, lembrei disso quando percebi que coloquei no prato três tipos de alimentos diferentes  e todos a base de batata. Adoro o sabor e a versatilidade. Se eu fosse a chef Rita Lobo diria que o tubérculo é um alimento coringa: não pode faltar na cozinha e vai bem em quase todas as receitas. Ovo de galinha é outro alimento coringa. Então me lembrei de um vídeo de Paulo Gustavo vestido de dona Hermínia, personagem de minha mãe é uma peça. Ela foi passar férias num desses locais bem bonitos e badalados (Búzios ou Angra, nem sei) e ficou o tempo todo percorrendo vendas e armazéns em busca de uma dúzia de ovos que tinha esquecido de levar para a praia.
Sempre rio horrores porque é engraçado mesmo. Mas no fundo me dá dó porque revela a insustentável natureza humana, como cabe ao humor. A que tem tudo que precisa e nem percebe. A que quer se divertir e nem sabe como.

2 comentários:

escrevendo com os pés disse...

Não curto batata branca (é assim que se chama?) eu adoro a batata doce....e coloco em varias pratos.....Amo Paulo Gustavo....e rir faz muito bem...bjs

Sou a Véia do Blog rs

Belos e Malvados disse...

Beijos Heidy. Acho que chamam de batata inglesa.