8 de setembro de 2010

Uma semana com duas segundas-feiras, só abstraindo.


É tempo
de regressar
à casa.
A poesia
não está
na rua

Adília Lopes


Somos estantes,
somos
Mesas, somos
humildes,
Somos comestíveis.
Aos trancos e
arranques
Apesar de nós
mesmos
Nossa espécie se
expande.

Sylvia Plath

 
O vento no canavial
as moças com seus vestidos de verão,
e a nuvem – grandes cúmulos
na pura duração do azul.

H. Dobal

4 comentários:

Borboletas nos Olhos disse...

Sylvia Plath é um dos meus amores mais arraigados e insolúveis.

Caminhante disse...

Me amarro nas fotos que você coloca aqui.

Lucila disse...

Roubei as fotos... todas!

Lélia Maria disse...

sabe quando (de repente) sua tarde se enche de beleza? foi isso que este post provocou. lindas fotos. lindos poemas. parabéns!