21 de novembro de 2010

A citação que fiz no post abaixo é de Kung Fu, seriado dos anos setenta. Época em que muita gente que vem aqui ainda estava nascendo. Na verdade era um programa para atrair mais a atenção do público masculino que "não assistia novela" e também foi quando a gente começou a ter mais contato com a cultura oriental pois ainda não tinha muito espaço na tv. Um garoto norte-americano é criado num templo Shaolin e depois do diálogo abaixo, passa a ser chamado de Gafanhoto pelo mestre que o leva no caminho da iluminação. Alguém lembra? Reprisou e reprisou na Globo.

Mestre Pô: Feche seus olhos. O que ouve?
Jovem Caine: Ouço o som da água. Ouço um pássaro.
Mestre Pô: Ouve o tilintar de seu próprio coração?
Jovem Caine: Não...
Mestre Pô: Ouve o gafanhoto que está aos seus pés?
Jovem Caine (de olhos abertos e remetidos ao chão):
Velho, como consegue ouvir essas coisas?
Mestre Pô: Meu Jovem, como não consegue ouvi-las?

Bem, é como digo sempre: desliga a televisão, Belas e vai ver se estou na esquina ler um livro.

13 comentários:

Leonardo Xavier disse...

Anne, eu juro que eu ainda consigo assistir filmes de Kung Fu, mas eu encaro como comédias. kkkk!

Belos e Malvados disse...

Acho que passou a moda,né? rsrsrs

Danielle Martins disse...

Como seria o mundo se as pessoas lessem? Belo desafio Bela!

M.W. (@daconito) disse...

Ahhhh... eu acho bacana alguns ensinamentos que vem antes da luta em si. Te ajudam em todos os fatores da vida.

Saber ouvir, observar pequenos detalhes...

Enfim, eu gostaria de fazer alguma luta algum dia, quando minha preguiça deixar.

=***

Belos e Malvados disse...

M.W, nunca me interessei muito pelas lutas orientais não. Mas até hoje sou frustrada porque nunca fiz capoeira.Antes era tímida demais. Hoje definitivamente a balança não deixa.

lmssp disse...

saudades de vc, cherry!!! nunca mais tinha vindo por aqui fuçar teu blog. amei o novo visual

Maria do Carmo Vieira disse...

Já me libertei. rs rs

Belos e Malvados disse...

Obrigada Imssp. Saudades de você também. Beijos.

HG disse...

Não sejamos rigorosos... há espaço pra ler e pra ver TV. Adoro TV!!!!

Belos e Malvados disse...

Eu também HG. Sou viciadíssima. Por isso falo tanto dela aqui. rsrsrs

Lélia Maria disse...

televisão é tão importante quantos os livros. pq há momentos pra falar banalidades e outros pra as profundidades. e cá pra nós, tem muito programa legal e muito livro lixo.

Mariana disse...

Sem a TV, a vida seria um porre, não é não? Onde arranjar tantas bobagens prá nos distrair de vez em quando? rs...

Belos e Malvados disse...

Pois é, Mariana, eu não tenho nada contra.