9 de maio de 2010

Era o dia das mães de dois mil e oito. O rapaz da floricultura chegou com um buquê lindão prá mim.
Ele prá quebrar o gelo:
- Filhos atenciosos, né? Coisa boa
Eu, prolixa como sempre:
- Ô!!!
- Feliz dia das mães prá senhora.
E eu prontamente:
- Pro senhor também.

(Até hoje procuro um lugar prá me esconder. Juro.)

3 comentários:

Borboletas nos Olhos disse...

Eu tenho muita experiência em foras como esse, mas eu pioro tudo (e muito) pois logo depois de dar o fora eu caio numa inevitável gargalhada que não tem quem segure...Ai, ai, que vergonha de mim!

Lélia Maria disse...

U-A-U!!!! Visual bonito é aqui, o resto é papo furado. Anne, eu vivo desejando Feliz Natal na véspera do Ano Novo. Relaxa! Vc estava emocionada com as flores.

escrevendo com os pés disse...

Oi Belos, cáestou...muito trabalho e também muito cansada.

Dias das mães feliz sim e espero que o teu tb tenha sido,mas a lesada aqui não entendeu o lance das flores.

beijos