12 de dezembro de 2010

O tímido, o super herói e a capa

Tímido é uma espécie de super herói às avessas.  Com certeza veio de outro planeta, usa todo tipo de armadura para se proteger das investidas alheias, tem um ponto fraco que é a falta de jeito, sem falar da  dupla identidade, porque tímido que é tímido só sai da casca mesmo quando se sente muito confortável. E como todo super herói que se preza, tem sua dose de vaidade e exibicionismo. A diferença é que salvar o mundo não está na lista de afazeres. Pensem bem,  livrar do mal Metrópolis, Megalópolis ou MetroCity requer muita coragem, mas nada se compara a atravessar um salão cheio de gente.  Digo porque sei.  Foram precisos anos e anos de treino para fazer isso com uma certa desenvoltura. Algumas das táticas mais eficientes me ensinaram ainda na adolescência.
- Anda até o outro lado como se fosse uma coisa super natural.
- Mas é justamente isso que não consigo...
- É fácil, imagina que está atravessando uma plantação de abóbora...
- Plantação de abóbora.... (ainda absorvendo a ideia)
- Ou que você é a única pessoa vestida...

7 comentários:

Borboletas nos Olhos disse...

Se atravessar o salão cheio de gente já é um desafio, o que você me diz de puxar assunto com alguém desconhecido? Nunca, jamais consegui...Meu sonho dourado, ai ai.

Leonardo Xavier disse...

Eu acho que o segredo é ir expandindo aos poucos... um dia eu viro uma pessoa quase extrovertida.

^^

Mariana disse...

Bom, as abóboras sempre aparecem muito,rs...gostei da tática; nessas horas, sempre quis ser transparente...

Caminhante disse...

Supertímidos, ativar! o/

M.W. (@daconito) disse...

Mesmo não sendo tão tímida, realmente é difícil atravessar um salão repleto de desconhecidos, ou até mesmo conhecidos. Parece q todo mundo esta olhando pra vc.
Esse post me fez parar e observar como é minha atitude diante desse fato.
Eu, sem perceber na maioria das vezes, ando rápido, pra chegar logo do outro lado do bendito salão.
E olha q não sou tímida hein!

=*

Assis Freitas disse...

essa coisa de timidez é avassaladora, tímido se intimida consigo mesmo, mesmo sozinho, há sempre o olhar contaminado que se impõe, que cerceia, que tangencia. tímido não precisa se incomodar com que os outros pensam, ele pensa pelos outros. aliás, o tímido é exatamente a única pessoa vestida, não exatamente com a roupa e a ocasião propícias,



beijo

Maria do Carmo Vieira disse...

Obrigada, Bela, por me lembrar que já fui tímida um dia.