14 de dezembro de 2010




Sei lá por que, mas olho esta foto da Marylin e tenho a impressão que ela está dizendo:

"Ah, não se faz mais tempo
como antigamente
Aquilo sim é que eram horas,
dias enormes, semanas anos, minutos milênios,
e toda aquela fortuna em tempo
a gente gastava em bobagens,
amar, sonhar, dançar ao som da valsa,
aquelas falsas valsas de tão imenso nome lento
que a gente dançava em algum setembro...
daqueles mil novecentos ... e sempre ..."

(Paulo Leminski)

17 comentários:

Borboletas nos Olhos disse...

Baby, eu nem achava, mas agora acho, rsrrs.

Linda imagem. Lindas palavras. Doce melancolia aqui. Bjs

Eu também já passei dos 28, kkkk

Mariana disse...

Tempos de magia.
Hoje, a qualidade dos sonhos está em decadência,rs...ou os sonhos mudaram...

Caminhante disse...

Sabe, Anne, eu não tenho a menor paciência com poesias. Abro os livros, acho sem graça e quando me abordam na rua perguntando se eu gosto de poesia, digo um sonoro NÃO sem culpa.

Mas adoro as que você coloca. Tenho várias anotadas e essa será mais uma.

Belos e Malvados disse...

Borboletas, é...estou meio de coração mole esses dias.

Mariana, acho que o mundo está precisando aprender a gastar o tempo com "bobagens", como fala o poema. Hoje em dia tudo precisa de uma utilidade prática e isso acaba com a beleza.

Fernanda, Leminski sempre ajuda, não é? Acho impressionante como ele escreve de uma forma tão simples e ao mesmo tempo tão tocante.
Poxa, adorei o que você disse. Obrigada.

Mariana disse...

Também sou fã de tudo o que você escreve, pode crer. Aliás, minhas amigas de Feira são muito boas nisso,rs...

Belos e Malvados disse...

Obrigada, Mariana. E eu também gosto muito de tê-la por aqui.

Danielle Martins disse...

Queria esse tempo... queria voltar no tempo...
Lindo post!

Perséfone disse...

saudosismo mode on.
beijinhos

Belos e Malvados disse...

Perséfone, às vezes exagero, né? Kkkk. Beijos.

HG disse...

Ainda bem que imagens podem ser o que quisermos, desde que tenha coerência!
Linda imagem, lindo texto...

M.W. (@daconito) disse...

Q post suave.
=*

Ellie disse...

Você também acha que pra cada foto dela dá pra encaixar uma poesia? Não sei, sempre achei que há uma melancolia nelas...

Belos e Malvados disse...

Ellie, pois é. Apesar de todo glamour de Hollywood, de valorizarem tanto a história de símbolo sexual, a Marylin nunca passou de um personagem trágico.

Maria do Carmo Vieira disse...

Ah, tadinha... acho q foi por isso que ela foi pro andar de cima...

Lucila disse...

Estava na resistência em escrever neste post. "Acho que ainda estou". Pelo simples fato desta foto me dar a sensação de desespero.

Mariana disse...

Anne, sabe que eu também vejo uma situação nervosa, como um pedido de socorro, credo...

Maria do Carmo, fiquei meio sem entender...ela teria ido mais cedo pro andar de cima por ter "ousado" demais? Olhe que nem sempre tem sido assim ou tem gente se escondendo do "Zé Maria" na hora da "chamada",rs...

Lélia Sampaio disse...

bom casamento de imagem e texto. vc trabalha bem até nas horas vagas.