7 de junho de 2010

Furei as orelhas aos onze anos. Idade em que todas minhas amigas já usavam brincos. Considerando que minha mãe e minhas irmãs não teriam sangue frio prá tanto, fui na casa da vizinha e pedi o favor.
Então foi assim, ela limpou uma agulha com álcool, esquentou na chama do fogão e... pronto. Cheguei em casa e corri para olhar no espelho. Não deu outra. Foi a única vez que desmaiei na vida.

7 comentários:

Caminhante disse...

Fiquei imaginando a cena. Horror.

Borboletas nos Olhos disse...

Furei as minhas também na vizinha, mas com oito anos...e não desmaiei, nunca tinha ficado orgulhosa disso, mas agora eu tô que tô, rsrs

S. disse...

rsrsrsrsrsrsr. desculpe, amiga, mas estou rindo até agora. Beijinhos.

Lélia Maria disse...

menina, em vez de fogo, podia usar gelo. queima igual e é menos incômodo. lena vai fazer o terceiro furo nas orelhas agora, aos tr~es anos. menina moderna...

Belos e Malvados disse...

Bom, acho que foi por conta disso que as minhas filhas já sairam da maternidade com brinquinho na orelha.

Leonardo Xavier disse...

Lembrei da minha mãe que até hoje não tem as orelhas furadas e sempre usa brincos de pressão... Não furaram as orelhas quando ela era criança e ela nunca teve coragem de fazê-lo.

Teo disse...

Deixei um video para ti lá no meu estabelecimento virtual..
bjs